2 de mai de 2012

Artista aposta em cubos de alumínio como o futuro da distribuição de música


 
Para o músico Nicolas Jaar, o futuro da música não está no iTunes, nem mesmo na volta dos discos de vinil: ele lançou seu novo álbum em nada menos do que um cubo de alumínio que conta apenas com alguns botões e entradas para fones de ouvido.
Jaar, que também é dono da gravadora Clown & Sunset, batizou sua invenção de Prism e acredita que ela possa ser uma alternativa para a distribuição de música. Segundo o site britânico Creative Review, o músico quer fazer com que o Prism seja o principal suporte para o lançamento de coleções em sua gravadora, assim como os discos de vinil eram vendidos antigamente.
O aparelho conta com quatro botões que permitem a seus utilizadores controlar todas as faixas do álbum. Reproduzir, pausar, parar, avançar e retroceder faixas. Além disso, o Prism também traz duas saídas para fones de ouvido, convidando seus proprietários a compartilharem a música com outras pessoas.
 
Ainda em entrevista à Creative Review, Nicolas Jaar disse que não se sentiu confortável com o lançamento de seu primeiro álbum, que foi feito apenas em CDs, e queria entregar ao público um sistema único e especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário